Querer ser cool é totalmente out.

Enquanto muita gente está em busca de tendências pelo mundo afora, um grupo de 4 jovens publicitários argentinos decidiram promover a cultura do uncool. Ou seja, tudo aquilo que não está mais na moda, é kitsch, trash e bizarro. De início, o que se vê por ali pode parecer deboche, mas não, o pessoal do UnCoolHunter, tem um objetivo, e até uma espécie de manifesto. A ideia deste manifesto, que está “na busca de não tendências antiglobais”, veio através de uma frase de Salvador Dalí que definia moda como tudo aquilo que já não está mais na moda. Segundo os criadores do blog, hoje o cool e o uncool se misturam e muitas vezes o cool é mesmo ser uncool. Sim, um pouco complicado, mas eles dizem que o uncool, muitas vezes, aparece como algo muito mais interessante e atraente, o chamado new ugly. E que hoje, a publicidade, o cinema e o design recorrem a esta cultura off como fonte de inspiração, é aí que o uncool vira novidade. Vale dar uma olhada no blog dos caras.

Anúncios

2 comentários sobre “Querer ser cool é totalmente out.

  1. .

    Ah, é bem por aí,
    sabe aquela história do requentar?
    O legal é que nem sempre fica ruim,
    é uma forma de ganhar dinheiro em cima
    do que já deu dinheiro, talvez?
    Eu sou a favor dessas revitalizações, digamos!

    Abraço!

    .

    1. É, talvez recriar antigas ideias dê certo atualmente.
      Mas claro que sem perder a noção do que já é brega, né?
      Eu também sou a favor, sou meio nostalgico.
      Abraço.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s