A arte e a tristeza.

Não é de agora, mas uma lágrima anda escorrendo pelas bordas musicais de 2011. Não é de agora também que os melhores artistas de todos os tempos compuseram suas principais obras em momentos de desconsolo e depressão. Por que a tristeza é tão inspiradora? Talvez porque ela faça florescer nossa verdade mais íntima, nosso sentimento mais puro e real. Ainda não sou artista, então não posso comprovar o que estou dizendo. Mas já tive meus insights em tempos de desalento.

A parte mais importante disso tudo, é que tem pairado sobre este ano, uma aura de abatimento e infelicidade. O que vem para comprovar estes fatores, são recordes quase que absolutos de atenção para nomes já antigos, mas que ganham notoriedade massiva somente agora. Quem é que nunca ouviu falar da Adele? Aquela fofurinha que compôs uma das músicas mais tristes do ano? “Someone Like You” lamenta a perda de um amor e sofre muito por ele, o que na realidade é tema de todo o seu álbum “21”. A cantora que a cada dia conquista multidões, tem uma voz forte e absoluta, mas canta com tanta sinceridade que comove multidões, e até a sí mesma (como no vídeo abaixo, onde ela chora no finalzinho da música).

Outro nome que aos poucos também vem ganhando grande fatia deste bolo, é o maravilhoso Bon Iver. Seu primeiro álbum, totalmente aclamado pela crítica, ainda foi superado pelo segundo, que ganhou uma das notas mais altas do ano pelo selo Pitchfork. Bon Iver é destes, com a voz frágil, com falsetes comoventes, que quase nos tiram uma lágrima. Essa figura que já é bem conhecida pelos mais famintos por música, tem um público imenso fora do Brasil, mas a cada dia ganha mais espaço por aqui, e não seria nada mal se seguisse a onda da Adele.

Este momento de introspecção é muito bem vindo, e provavelmente influenciará uma boa leva de novos artistas potenciais a ficarem famosos em 2012.

Anúncios

Um comentário sobre “A arte e a tristeza.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s